A Secretaria

A Secretaria de Cultura de Goiás foi criada em 11 de novembro de 1964, no governo de Mauro Borges Teixeira, unida à pasta de Educação (Lei 5.623).

Em 10 de outubro de 1977, sob a administração de Irapuan Costa Jr., é instituída a Fundação Cultural de Goiás (Decreto 1.306), cujas atribuições passam, em dezembro de 1983, sob o governo de Iris Rezende Machado, à Secretaria de Cultura e Desporto (Decreto 2.302).

Em maio de 1989, no exercício do governador Henrique Santillo, cria-se a Fundação Cultural Pedro Ludovico, FUMPEL, (Decreto 3.178), por sua vez extinta pela Lei nº 13.550, de 11 de novembro de 1999, durante a administração de Marconi Perillo.

Essa mesma Lei cria a Agência Goiana de Cultura Pedro Ludovico Teixeira (Agepel), promovida a Secretaria de Cultura de Goiás (Secult-GO) em 2012, pelo mesmo governo.

Posteriormente, na reforma administrativa de 2015, a pasta passou a integrar a Secretaria de Educação, Cultura e Esporte (Seduce) – na forma de Superintendência Executiva, durante a quarta gestão de Marconi Perillo.

Sob a gestão do governador Ronaldo Caiado, a partir da reforma administrativa, foi sancionada a Lei nº 20.417, de 6 de fevereiro de 2019, que recria a Secretaria de Estado de Cultura (Secult Goiás). A publicação consta no Diário Oficial do dia 8 de fevereiro de 2019, data em que tornou o superintendente Executivo de Cultura, Edival Lourenço, oficialmente, o secretário de Cultura de Goiás, cuja a gestão seguiu até 27 de novembro. A partir desta data (27/11), assume a secretaria  Adriano Baldy, cargo que ocupou até 25 de janeiro de 2021. César Augusto Sotkeviciene Moura assumiu o comando da Cultura em 28 de janeiro do mesmo ano. 

A sede da Secretaria de Cultura de Goiás funciona no prédio do Centro Cultural Marietta Telles Machado, na Praça Cívica.

Veja aqui a Missão, Visão e Valores da Pasta.

Competências

A Secretaria de Estado da Cultura é um órgão integrante da administração direta do Poder Executivo do Estado de Goiás, criada pela Lei nº 20.417 de 06 de fevereiro de 2019, que alterou a Lei nº 17.257, de 25 de janeiro de 2011, e mantida pela Lei nº 20.491, de 25 de junho de 2019, que estabelece a organização administrativa do Poder Executivo e dá outras providências.

 

Uma das principais diretrizes da Secretaria de Cultura é fomentar, promover e divulgar as mais diversas manifestações artísticas do Estado, com uma política cultural democrática, transparente e acessível a todos os públicos.

Competências

Compete à Secretaria de Estado da Cultura:

I - a formulação e execução da política estadual de desenvolvimento da cultura;

II - a conservação do patrimônio cultural, histórico e artístico do Estado;

III - a criação e manutenção de bibliotecas, centros culturais, museus, teatros, arquivos históricos e demais instalações ou instituições de caráter cultural;

IV - a promoção de cursos, seminários, conferências e outros eventos de natureza cultural, incentivando o estudo e a pesquisa sobre a história e cultura de Goiás;

V - a preservação dos valores culturais caracterizados nas manifestações do povo goiano, assistindo as entidades e os grupos culturais;

VI - a promoção, o incentivo e apoio às artes cênicas, visuais, audiovisuais, à música, à literatura, bem como à cultura goiana de forma geral;

VII - o estabelecimento de parcerias para a produção cultural com escolas, universidades, organizações sociais, fundações e outras instituições que desempenhem papel relevante no seu desenvolvimento;

VIII - a promoção e o apoio à realização de eventos ou festas tradicionais constantes do Calendário Cívico e Cultural do Estado de Goiás.

Parágrafo único. A Secretaria de Estado da Cultura, no exercício de suas competências, atuará em cooperação com os demais entes federados e os diferentes segmentos culturais na articulação dos sistemas de cultura.

 

Canais de Atendimento

O atendimento presencial acontece das 08h às 12h e 14h às 18h.

Centro Cultural Marietta Telles Machado, Anexo 2, Praça Dr. Pedro Ludovico Teixeira, Setor Central, Goiânia – GO, CEP. 74003010

Telefone: (62) 3201-4600


Para informações de imprensa, entre em contato com a Comunicação Setorial.

Para informações de telefones e endereços das unidades, acesse a página de contatos..

Confira aqui a lista de contatos dos Pontos de Cultura.

Secretário

Natural de Goiânia, César Augusto de Sotkeviciene Moura se graduou em Ciências Econômicas pela Uniana (atual UEG), em 1999. Trabalhou na elaboração de projetos de viabilidade econômica financeira para o Fundo Constitucional do Centro-Oeste (FCO), o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), e nos programas Produzir e Fomentar.

Atualmente também é presidente do Conselho de Desenvolvimento do Estado de Goiás do FCO, e do Conselho Deliberativo do Fundo de Equalização para o Empreendedor (Fundeq). César também integra o Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae Goiás. 

Foi consultor financeiro do Sebrae por 2 anos, período no qual atendeu pequenos empresários sobre formação de preço, desenho operacional, controle de custos e solicitação de crédito. 

Possui especialização nas áreas de Projetos de Viabilidade, Gerenciamento de Projetos, além de formação em Business High Performance; Oradores e Palestrantes e Marketing Digital, todos pela Febracis. Atua há mais de 12 anos com gerenciamento de crise em empresas dos setores de indústria, comércio e serviços.

Estrutura Organizacional

A SECULT tem sua estrutura organizacional definida pela Lei nº 21.417/19, sendo dividida em quatro superintendências responsáveis por atender ao cidadão por meio de suas atividades:

  • Superintendência de Gestão Integrada
  • Superintendência de Fomento e Incentivo à Cultura
  • Superintendência de Patrimônio Histórico, Cultural e Artístico

 

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.