A Secretaria

A Secretaria da Cultura de Goiás foi criada em 11 de novembro de 1964, no governo de Mauro Borges Teixeira, unida à pasta de Educação (Lei 5.623).

Em 10 de outubro de 1977, sob a administração de Irapuan Costa Jr., é instituída a Fundação Cultural de Goiás (Decreto 1.306), cujas atribuições passam, em dezembro de 1983, sob o governo de Iris Rezende Machado, à Secretaria de Cultura e Desporto (Decreto 2.302).

Em maio de 1989, no exercício do governador Henrique Santillo, cria-se a Fundação Cultural Pedro Ludovico, FUMPEL, (Decreto 3.178), por sua vez extinta pela Lei nº 13.550, de 11 de novembro de 1999, durante a administração de Marconi Perillo.

Essa mesma Lei cria a Agência Goiana de Cultura Pedro Ludovico Teixeira (Agepel), promovida a Secretaria da Cultura de Goiás (Secult-GO) em 2012, pelo mesmo governo.

Posteriormente, na reforma administrativa de 2015, a pasta passou a integrar a Secretaria de Educação, Cultura e Esporte (Seduce) – na forma de Superintendência Executiva, durante a quarta gestão de Marconi Perillo.

Sob a gestão do governador Ronaldo Caiado, a partir da reforma administrativa, foi sancionada a Lei nº 20.417, de 6 de fevereiro de 2019, que recria a Secretaria da Estado da Cultura (Secult Goiás). A publicação consta no Diário Oficial do dia 8 de fevereiro de 2019, data em que tornou o superintendente Executivo de Cultura, Edival Lourenço, oficialmente, o secretário de Cultura de Goiás, cuja a gestão seguiu até 27 de novembro. A partir desta data (27/11), assume a secretaria  Adriano Baldy, cargo que ocupou até 25 de janeiro de 2021. César Augusto Sotkeviciene Moura assumiu o comando da Cultura em 28 de janeiro do mesmo ano, cargo que ocupou até 28 de abril de 2022. Já na data de 29 de abril, Marcelo Eugênio Carneiro foi empossado como novo titular da Pasta. 

A sede da Secretaria da Cultura de Goiás funciona no prédio do Centro Cultural Marietta Telles Machado, na Praça Cívica.

Veja aqui a Missão, Visão e Valores da Pasta.

 

 

Competências

A Secretaria de Estado da Cultura é um órgão integrante da administração direta do Poder Executivo do Estado de Goiás, criada pela Lei nº 20.417 de 06 de fevereiro de 2019, que alterou a Lei nº 17.257, de 25 de janeiro de 2011, e mantida pela Lei nº 20.491, de 25 de junho de 2019, que estabelece a organização administrativa do Poder Executivo e dá outras providências.

 

Uma das principais diretrizes da Secretaria da Cultura é fomentar, promover e divulgar as mais diversas manifestações artísticas do Estado, com uma política cultural democrática, transparente e acessível a todos os públicos.

Competências

Compete à Secretaria de Estado da Cultura:

I - a formulação e execução da política estadual de desenvolvimento da cultura;

II - a conservação do patrimônio cultural, histórico e artístico do Estado;

III - a criação e manutenção de bibliotecas, centros culturais, museus, teatros, arquivos históricos e demais instalações ou instituições de caráter cultural;

IV - a promoção de cursos, seminários, conferências e outros eventos de natureza cultural, incentivando o estudo e a pesquisa sobre a história e cultura de Goiás;

V - a preservação dos valores culturais caracterizados nas manifestações do povo goiano, assistindo as entidades e os grupos culturais;

VI - a promoção, o incentivo e apoio às artes cênicas, visuais, audiovisuais, à música, à literatura, bem como à cultura goiana de forma geral;

VII - o estabelecimento de parcerias para a produção cultural com escolas, universidades, organizações sociais, fundações e outras instituições que desempenhem papel relevante no seu desenvolvimento;

VIII - a promoção e o apoio à realização de eventos ou festas tradicionais constantes do Calendário Cívico e Cultural do Estado de Goiás.

Parágrafo único. A Secretaria de Estado da Cultura, no exercício de suas competências, atuará em cooperação com os demais entes federados e os diferentes segmentos culturais na articulação dos sistemas de cultura.

 

Canais de Atendimento

O atendimento presencial acontece das 08h às 12h e 14h às 18h.

Centro Cultural Marietta Telles Machado, Anexo 2, Praça Dr. Pedro Ludovico Teixeira, Setor Central, Goiânia – GO, CEP. 74003010

Telefone: (62) 3201-4600


Para informações de imprensa, entre em contato com a Comunicação Setorial.

Para informações de telefones e endereços das unidades, acesse a página de contatos..

Confira aqui a lista de contatos dos Pontos de Cultura.

Perfil do Secretário

Marcelo Eugênio Carneiro

Natural de Ipameri/GO, Marcelo Eugênio Carneiro graduou-se em Ciências Econômicas pela então UCG (atual PUC/GO), em 1997. Trabalhou no Exército Brasileiro, onde serviu como oficial e entrou para a reserva não remunerada como 1º tenente, em 1995. Foi administrador financeiro de empresa privada, instrutor do Workshop Empretec, contratado pelo PNUD/ONU/SEBRAE e estudou inglês na Universidade da Califórnia.

É Produtor Cultural e Consultor de Projetos Socioculturais desde 1999, quando iniciou sua produtora Arte Brasil. É membro da ABCR (Associação Brasileira de Captadores de Recursos). Tem na sua formação diversos cursos empresariais, tais como, Empretec (80h); Jornada intensiva para pequenas empresas e futuros empreendedores; Orientação para crédito; Como administrar sua pequena empresa; Como falar em público; Treinamento de recontextualização pelo Sebrae em SP, Programa Saber Empreender. 

Na área cultural, realizou diversos cursos de profissionalização, entre eles: Cursos Intensivo de Produção e Marketing Cultural com Kavantan/SP,  Capacitação do Terceiro Setor promovido pela Fundação da Universidade do Paraná em Curitiba, Curso sobre a Lei Rouanet promovido pela delegacia do MinC em SP, além de diversas capacitações direcionadas para prestação de contas no setor cultural, gestão cultural, empreendedorismo e economia criativa. Participou ativamente da construção das políticas públicas de financiamento à Cultura, contribuindo com propostas de melhorias para a Lei Goyazes e Fundo de Arte e Cultura.

É especialista em leis de incentivo, atuando por mais de 20 anos na elaboração de projetos, captação de recursos, produção, administração financeira, prestação de contas, coordenação de projetos, consultoria a empresas e ministrando cursos e palestras na área social e cultural. É precursor em Goiás na realização de projetos próprios de formação para artistas e técnicos, como o Projeto Oficinas, Fórum de Produção Cultural, Cursos de Elaboração de Projetos e Projeto de Capacitação em Captação de Recursos.

Como consultor, ministrante de cursos, oficinas e palestras, desenvolveu trabalhos para instituições e empresas, tais como, Serviço Social do Comércio (SESC GO e SESC DN), Sistema FIEG, Serviço Social da Indústria (SESI), Secretaria de Cultura de Goiás, Escola Basileu França, PUC/GO, IF, UFG, UEG, IDAG/ESA/OAB, Vila São Cotolengo, Anglo American Brasil, Mineração Serra Grande, Prefeituras Municipais (Goiânia, Piracanjuba, Pirenópolis, Cidade de Goiás, Anápolis, etc.), Escola de Bastidores das Artes, Faculdade de Artes Dulcina de Moraes/DF. É consultor do Instituto Flamboyant e Federação Nacional das Pestalozzi e Secretário de Estado de Cultura. 
  

Estrutura Organizacional

A SECULT tem sua estrutura organizacional definida pela Lei nº 21.417/19, sendo dividida em três superintendências responsáveis por atender ao cidadão por meio de suas atividades:

  • Superintendência de Gestão Integrada
  • Superintendência de Fomento e Incentivo à Cultura
  • Superintendência de Patrimônio Histórico, Cultural e Artístico

 

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.