Galeria de Artes Frei Nazareno Confaloni

Histórico

A Galeria Frei Nazareno Confaloni é um dos mais significativos espaços voltados para as artes plásticas. Antes de se tornar uma unidade da Fundação Cultural Pedro Ludovico Teixeira (que antecedeu a Agência Goiana de Cultura – Agepel, atual Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esporte – Seduce), a galeria funcionava na Av. 85, no Setor Marista, no antigo prédio da Receita Federal. Em 1988, foi instalada no prédio do Centro Cultural Marietta Telles.

A Galeria Frei Nazareno Confaloni acolhe artistas plásticos dos mais diversos estilos, em mostras individuais e coletivas. Sua primeira diretora foi Terezinha Boaventura. No final de 1989, o artista plástico Antunis Arantes assumiu a direção, permanecendo até agosto de1992, quando a unidade passou a ser administrada por Ivana Jorge. Em seguida vieram os artistas plásticos Simas e Carlos Lúcio. Na gestão deste último, as obras do acervo foram doadas para o Museu de Arte Contemporânea.

A galeria ficou desativada por um bom período. Em 1999, a artista plástica Neusa Peres assumiu a direção. No mesmo ano a administração da unidade foi passada para Kátia Barreto. Com consultoria da Funarte (Fundação Nacional de Arte, do Ministério da Cultura), a galeria foi adequada, com reabertura do espaço em 9 de agosto de 1999, com exposição do artista plástico Pazé.

Importância Sociocultural

A galeria promove mostras variadas de artes plásticas e outros eventos ligados às artes.

Endereço: Edifício Parthenon Center, na rua 4, número 215, no Centro, mezanino

Telefone: (62) 3201-4610/4695

Responsável: Gerência de Museus, Centros Culturais e Galerias

Horário: segunda à sexta 8:00 às 17:00

E-mail:

Redes sociais: @centroculturaloctomarques

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.