Para as crianças: Secult Goiás aborda as consequências do bullying com história do Patinho feio

Série “Literatura Encenada” é publicada semanalmente no YouTube da pasta e conta com interpretação lúdica para atrair a atenção do público infantil

O governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult Goiás), traz a clássica história do “Patinho feio” na edição desta semana da série Literatura Encenada, que vai ao ar às quartas-feiras no YouTube e conta com interpretação criativa da atriz Pollyana Bento.

A história do “Patinho feio” tem passado de geração em geração desde 1843 – quando foi publicada pela primeira vez –, por repassar às crianças a consciência de que se deve respeitar o outro, independente de suas características físicas. 

É um conto de fadas escrito pelo dinamarquês Hans Christian Andersen, em que o ovo de um cisne negro acaba sendo chocado por uma pata em uma fazenda. Ao nascer diferente, o “patinho” sofre com o que o hoje chamamos de bullying.

Ao longo da narrativa, o personagem principal apresenta sentimentos de inferioridade, medo e tristeza, até que, ao sair daquele ambiente hostil, se depara com cisnes adultos e percebe a semelhança de suas plumagens. O desfecho conta sua aceitação tal como é, além da lição de moral aos demais personagens que, por desconhecimento, o renegaram. 

A iniciativa é uma das programações semanais do projeto “Cultura em Casa”, em vigor desde o início da pandemia de Covid -19. O objetivo é contribuir com a rotina familiar de entretenimento infantil e, assim, amenizar o impacto do isolamento social.