Sustentabilidade na gestão de eventos é tema de oficina de meio ambiente do Fica 2020

Sugestões práticas de empreendedorismo na cadeia produtiva são apresentadas pela especialista Patricia Mazoni, de Brasília

 Atuando há 20 anos em elaboração, coordenação e consultoria de projetos socioambientais e eventos culturais no setor público e privado, no Distrito Federal, Bahia e São Paulo, Patrícia Mazoni ministrou, na manhã desta quinta-feira (19/11), a oficina de meio ambiente, dentro da programação do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (Fica 2020).

Patrícia, que é especialista em Educação e Gestão Ambiental pelo Centro de Desenvolvimento Sustentável da Universidade de Brasília (UnB), deu uma esplanada de como tem sido seu trabalho e sua experiência no âmbito de sustentabilidade.

A aula trouxe um conteúdo abrangente e prazeroso, cujo participantes, dentre eles, produtores culturais, professores, jornalistas, atores, músicos e servidores públicos puderam aprender um pouco mais a inovar, tanto no ambiente de trabalho, como na rotina diária em casa, com ideias práticas dentro da cadeia produtiva.

Baseada nos preceitos, objetivos e na amplitude de propostas que compõem a Agenda 2030 para desenvolvimento sustentável, Patrícia montou um tutorial de sustentabilidade, cujo link está disponível no instagram (bio) do Fica Goiás. E foi com enfoque também nesse tutorial que a gestora ambiental apresentou a temática da oficina do Fica.

A gestora destacou como ponto de partida para ações e trabalhos coletivos que se tenha a “provocação” como forma de inspiração para promover eventos culturais que possam construir ambientes criativos. “Precisamos nos posicionar como indutores de inovações, reflexões e atitudes mais conscientes. E entendermos que sustentabilidade significa trabalhar não somente com a verdade, mas com referência, coerência e milhares de possibilidades, dentro de uma visão sistemática e transversal de processo e produto”, pontuou.

Segundo Patrícia, todo empreendedor tem que ter um olhar mais atento e cuidadoso para a cadeia produtiva de eventos e reforça que, para isso, são necessárias mudanças urgentes de comportamento geral.

Destaques

Outros importantes destaques abordados por Patrícia na oficina para uma gestão de sucesso em eventos é garantir acessibilidade (equipe), promover ações de inclusão socioprodutiva e diversidade que renda milhares de oportunidades, especialmente para a classe jovem, além de valorizar a identidade da cultura e economia local, divulgando e respeitando o que é genuíno.

O curso trouxe ainda inúmeras medidas que refletem direto no custo de um projeto, como contribuir com a visibilidade do negócio e potencializar o trabalho de captação, reduzir desperdícios de insumos e materiais, bem como gerar renda para micro e pequenas empresas e grupos sociais locais.

Dicas valiosas também estão em mapear, diminuir e compensar os impactos provocados pelos eventos, induzir práticas de economia de baixo carbono no mercado de cinema, promover contratações sustentáveis, adotar métodos de educação ambiental junto ao público alvo e articular parcerias para a implantação de metas e ações sustentáveis.

Com duas horas de duração, a oficina finalizou com um debate interativo e super produtivo, de troca de experiência, sugestões e mesmo de descobertas para os participantes, que levam a pensar a sustentabilidade além do selo orgânico. “Sejamos pessoas de Atitudes transformadoras”, finalizou Patricia Mazoni.