Projeto Juventude Cultural vai contemplar meio milhão de estudantes da rede pública estadual

Por meio de aplicativo, iniciativa do Governo de Goiás visa democratizar acesso de alunos do ensino médio à produção cultural goiana

O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), anunciou, no lançamento do programa Retomada Cultural, em 30 de julho, a criação do projeto Juventude Cultural, que disponibilizará centenas de produtos culturais a 530 mil estudantes da rede pública, por meio do aplicativo Juventude Cultural.

Com a iniciativa, que tem a parceria da Secretaria de Estado de Educação (Seduc Goiás) e da Universidade Federal de Goiás (UFG), os professores de Educação Artística da Rede Pública Estadual terão a sua disposição um banco de projetos com centenas de produtos culturais para utilização em sala de aula.

O objetivo da proposta é fomentar e instigar a curiosidade artística e cultural do jovem e democratizar o acesso à produção cultural goiana, com o compromisso de valorizar e resgatar a identidade cultural e artística de Goiás. O governo entende que é dever do Estado proporcionar a todos os jovens, particularmente aos matriculados em suas escolas, o acesso à arte e à cultura, permitindo-lhes pleno desenvolvimento de seus potenciais artísticos e culturais.

Por isso, além dos mais de meio milhão de alunos potencialmente atendidos, a ação pretende contemplar 6.342 estudantes do projeto Arte Educa, da Seduc, que engloba as áreas de artes visuais, dança, teatro e música (bandas, fanfarras, violão), e cerca de 1.800 professores capacitados em Artes.

Como funcionam as parcerias

Com a cooperação técnica entre a Secult, por meio do produto de seus programas de fomento e incentivo; a UFG, criadora de softwares e aplicativos, e a Seduc, com o Programa Arte Educação Goiás Ciranda da Arte, propiciará, potencialmente, aos estudantes, acesso a milhares de conteúdos digitais produzidos por artistas, escritores e detentores de saberes culturais de Goiás. O Programa Juventude Cultural, como fornecedor de produtos culturais de Goiás, será potencializador e catalisador do Programa Arte Educação Goiás Ciranda da Arte, levando Arte e Cultura a milhares de jovens.

A Universidade Federal de Goiás (UFG) produzirá o aplicativo Juventude Cultural para utilização em smartphones, totens digitais e óculos 3D, com recursos do programa, e será responsável pela atualização e manutenção das plataformas. Com recursos financeiros do Juventude Cultural, a UFG, com sua Oficina de Software, será responsável por desenvolver as inovações tecnológicas necessárias à implementação do programa, utilizando-se da expertise de professores e corpo discente do Instituto de Informática.

À Secult caberá o fornecimento de vídeos e outros produtos culturais cedidos por artistas contemplados em seus editais e programas, gratuitamente, para utilização no programa Juventude Cultural em escolas públicas. Da mesma forma, os contemplados irão ceder à Secult os direitos de exibição no programa Juventude Cultural (através do Programa Arte Educação Goiás Ciranda da Arte), de filmes e exibições, ou quaisquer manifestações artísticas ou culturais executadas em seus espaços culturais.

A Seduc utilizará as produções digitais do programa para ampliar experiências de apreciação artística dos estudantes em sala de aula, com apresentação de performances artísticas on-line. Todo esse material também servirá para alimentar o site do Centro de Estudo e Pesquisa Ciranda da Arte e o Portal NET Escola da Seduc para o acesso de professores que utilizarão esse material como ferramentas didático-pedagógicas de aulas presenciais e remotas nas áreas de artes visuais, dança, música, teatro e cultura popular.

 

 

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.