Governo de Goiás ajuda artistas de rua a realizarem inscrição na Lei Aldir Blanc

 

Objetivo é auxiliar artistas circenses e músicos por meio de uma busca ativa pelas cidades. Serão destinados R$ 40 milhões para contemplar cerca de 2.500 proponentes em diversas categorias. Inscrições seguem até 24 de agosto pelo site da Secretaria de Estado de Cultura

Para democratizar o acesso aos novos 20 editais da Lei Aldir Blanc, o Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult GO), fará um mapeamento de artistas que trabalham nas ruas dos municípios goianos e performam diversas manifestações, como malabares e apresentações musicais. A partir desta quinta-feira (05/08), equipes da secretaria irão percorrer as ruas da capital para encontrar esses trabalhadores da cultura e informá-los sobre as inscrições da Aldir Blanc. O intuito é auxiliá-los e capacitá-los a participar da seleção.

Por meio das redes sociais da Secult GO, é possível também ajudar a pasta na busca, enviando mensagens para informar os pontos de atuação dos artistas. Para isso, basta informar o bairro ou rua onde geralmente o artista se apresenta.

Os novos editais da Lei Aldir Blanc contemplam projetos de artes visuais, artesanato, audiovisual, arte feminina, pontos de cultura, circo, cultura popular, cultura kalunga e quilombola, crianças e adolescentes, dança, fomento a bibliotecas comunitárias e museus, festivais, direitos humanos, hip hop, letras, teatro e música, além de propostas focadas nas tradições, no saber goiano.

Os artistas circenses, por exemplo, poderão concorrer a 86 prêmios na Lei Aldir Blanc nas categorias artista solo, duos, trios e grupos em cena, escola de circo e criação e montagem. Na categoria circo, os recursos vão de R$ 10 mil a R$ 150 mil por projeto.

As inscrições ao processo seletivo podem ser feitas até o dia 24 de agosto, pela plataforma Mapa Goiano, no site www.cultura.go.gov.br. O chamamento para essa nova fase da Lei Aldir Blanc foi preparado pela Secult após reuniões com representantes do setor e realização de consultas públicas, que buscaram atender aos mais variados segmentos da cultura goiana.

A Lei


A Lei Aldir Blanc de Emergência Cultural foi criada pelo governo federal com o objetivo de auxiliar trabalhadoras e trabalhadores da cultura, bem como os espaços culturais brasileiros, no período de isolamento social, ocasionado pela pandemia de Covid-19.

Em Goiás, foram lançados em 2020 três editais da lei, que beneficiaram mais de 1.530 projetos em todo o Estado. A maioria deles já está em execução. Os novos 20 editais irão contemplar cerca de 2,5 mil projetos do segmento cultural goiano, totalizando R$ 40 milhões.



Secretaria de Estado de Cultura (Secult) - Governo de Goiás

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.