Governo de Goiás reúne trabalhadores da Cultura em evento Tira-Dúvidas dos editais da Lei Aldir Blanc

 

Encontro presencial realizado na tarde desta quarta-feira (08/09), no Teatro Goiânia, apresenta orientação técnica para inscrição nos certames, que termina nesta sexta-feira (10/09). Proponentes falam sobre importância de receber orientação antes de enviar projetos

 

O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), realizou, na tarde desta quarta-feira (08/09), encontro presencial Tira-Dúvidas dos editais da Lei Aldir Blanc. As inscrições aos 20 certames serão encerradas nesta sexta-feira (10/09). Todos os protocolos de segurança contra a Covid-19 foram adotados.

Cerca de 50 pessoas compareceram ao Teatro Goiânia e tiraram as últimas dúvidas antes de enviarem seus projetos. Caso do produtor cultural Sergei Cruvinel, responsável pelo projeto "Estrelas do Araguaia", que por 18 anos levou músicos goianos para apresentações musicais durante a temporada de férias para Aruanã e outras cidades banhadas pelo Rio Araguaia.

"Os editais da Lei Aldir Blanc vieram como uma alternativa para continuarmos o projeto on-line. Vim aqui hoje para tirar as últimas dúvidas", explica Sergei, que foi contemplado nos editais abertos pela Secult Goiás em 2020.

O guitarrista Guilherme Aguiar também teve projeto contemplado pelos editais da Lei Aldir Blanc em 2020 e pleiteia o benefício novamente. "Vou inscrever uma apresentação musical solo, na qual disponibilizarei um EP com trabalhos autorais", conta, ressaltando a importância de sanar dúvidas diretamente com os gestores.

Segundo o secretário de Estado de Cultura, César Moura, o encontro foi mais uma frente de apoio à classe que se soma às ações iniciadas em julho pelas equipes da Secult Goiás e da Secretaria da Retomada. "Fomos a diversas cidades, até em povoados, instruindo artistas, artesãos e demais trabalhadores da Cultura; tivemos atendimento presencial e on-line em Goiânia. Acredito que teremos projetos aprovados de toda parte de Goiás", explica o secretário.

As dúvidas foram esclarecidas pelos gerentes de Fomento ao Audiovisual e Criatividade da Secult Goiás, Wellington Dias, de Planejamento e Fomento à Cultura, Sacha Eduardo Witkowski Ribeiro de Mello, e de Programas e Projetos Culturais e Artísticos, Paula Dunk.

 

Os editais

As inscrições devem ser feitas até às 23h59 de sexta-feira (10/09), pela plataforma Mapa Goiano, na qual o proponente precisa se cadastrar para, então, realizar a inscrição a partir do link mapagoiano.cultura.go.gov.br.

Os prêmios desta leva de editais variam de R$ 5 mil a R$ 200 mil. Editais com valores maiores contemplarão mais agentes culturais na execução de um único projeto, como em casos de festivais, por exemplo.

Os editais contemplam projetos de artes visuais, artesanato e arte popular, audiovisual, arte feminina, pontos de cultura, circo, trajetória cultural, cultura popular, cultura Kalunga e quilombola, crianças e adolescentes, dança, fomento a bibliotecas comunitárias e museus, festivais e eventos de artes, direitos humanos, hip-hop, letras, teatro e música, gastronomia, além de propostas focadas nas tradições e no saber goiano.

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.