Retomada Cultural da Secult Goiás garantiu retorno seguro às atividades culturais goianas

Foram inúmeras ações ao longo de 2021, em diferentes frentes, promovendo e consolidando a cultura goiana, em suas diversas manifestações

O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Cultura, facilitou as condições de locação de seus equipamentos culturais, concedendo até 90% de desconto para os produtores de eventos. A medida resultou em um calendário cultural diversificado e acessível à população goiana. Ao longo de 2021, o Teatro Goiânia, por exemplo, foi sede de 94 eventos.

Em 2021, a Secretaria de Estado de Cultura realizou diversas ações para promoção e consolidação da cultura goiana, em suas diversas manifestações

Uma das frentes de trabalho desenvolvida pela pasta foi a Retomada Cultural, em que espaços e unidades culturais da capital e do interior retomaram atendimento ao público, após um ano e meio fechadas. A Secretaria também possibilitou que produtores de eventos alugassem os espaços culturais vinculados à Secult/GO, cobrando apenas uma taxa de limpeza. 

O fomento para produtores culturais e as facilidades de locação resultaram em um abrangente e qualificado calendário cultural. O Teatro Goiânia, tradicional espaço da capital goiana e um dos ícones da arquitetura art déco, sediou, entre março e dezembro, 94 eventos entre peças teatrais, apresentações musicais, de stand up comedy, concertos de orquestras goianas, lives culturais, cursos de qualificação, espetáculos infantis, mostras de danças e eventos literários.

Dentro da Retomada Cultural, o Teatro recebeu o projeto “Diálogos Contemporâneos", em que grandes pensadores brasileiros da atualidade como Xico Sá, Fabrício Carpinejar e Ignácio de Loyola Brandão subiram ao palco do teatro trazendo importantes reflexões ao público sobre, arte, cultura e anseios sociais. No Teatro Goiânia ocorreram também importantes homenagens, como a comemoração aos 88 anos de Goiânia e ao aniversário do ex-prefeito Iris Rezende. Destaque também para shows, como o espetáculo “Estou em silênicio”, da Quasar Cia de Dança. Todos os eventos foram realizados de acordo com os protocolos de segurança para combate a disseminação da Covid-19.

A agenda cultural do Centro Cultural Martim Cererê também contribuiu com opções de lazer e entretenimento à população goiana. No primeiro semestre de 2021, diversas lives foram gravadas diretamente do Martim, que também foi cenário do projeto “Secult Kids” e “Literatura Encenada”, iniciativas desenvolvidas pela Secretaria Estadual de Cultura com o objetivo de proporcionar conteúdo educativo e lúdico para crianças virtualmente. No segundo semestre, o Centro Cultural recebeu 18 eventos, entre eles a Feira das Minas, o Mercado das Coisas, o Quinta Maravilha e o Goiânia Rock City. No local, a Secult/Goiás também promoveu shows com Aurora Rules e Fernandinho e Quarteto, que foram selecionados por meio de enquete nas redes sociais da pasta com cachê de R$ 2.000,00 pelas apresentações.

O Cineteatro São Joaquim, na cidade de Goiás, também foi palco de vários acontecimentos culturais como a apresentação “Experimento 360º” do artista Saracura do Brejo, o espetáculo “Cadê o Bicho que tava aqui”, da Camerata Caipira e a apresentação infantil “Dia de Festa”, da escola Asas da Liberdade. O São Joaquim foi palco ainda de diversas programações do Fica - Festival Internacional de Cinema Ambiental, realizado pela Secult/Goiás na cidade entre os dias 14 e 19 de dezembro.

O tradicional Fica movimentou cultural e economicamente a cidade de Goiás. O governo estadual investiu R$ 1,5 milhão na realização deste importante evento, premiando e valorizando cineastas do Brasil e exterior, mas com foco na promoção do setor audiovisual vilaboense. A mostra Becos da Minha Terra foi criada nesta edição para premiar realizadores de cinema da cidade de Goiás. Durante todo o festival, quatro mostras competitivas e duas mostras paralelas exibiram 63 filmes em mais de 25 horas de programação audiovisual. O número de filmes goianos foi recorde: 168. Para 2022, serão investidos R$ 4 milhões na realização do festival por parte do Governo Estadual.

Outro importante festival realizado pela Secult/Go em 2021 foi o Canto da Primavera, Mostra de Música de Pirenópolis, que contou com investimento de R$ 1,5 milhão, sendo que deste total R$ 520 mil foram repassados a artistas e bandas que se apresentaram no evento realizado entre 30 de novembro e 5 de dezembro em formato presencial.

Assim, as diversas áreas de atuação da Retomada Cultural proporcionaram um retorno presencial às atividades culturais de forma gradativa e segura, contribuindo para a promoção das diversas linguagens artísticas da classe cultural de nosso estado e como uma programação de lazer diversificada para os goianos.

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.