Governo de Goiás conclui reforma no Palácio Conde dos Arcos

 

Localizada na cidade de Goiás, unidade passou por obra na ala residencial com investimento de R$ 265 mil em recursos estaduais 

O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), concluiu a reforma emergencial da ala residencial do Palácio Conde dos Arcos, localizado na cidade de Goiás. Foram investidos R$ 265 mil em recursos estaduais na reestruturação da alvenaria do aposento. 

Em janeiro deste ano, técnicos da Secult estiveram no local e identificaram uma série de trincas, deslocamentos e rachaduras nas paredes do quarto de hóspedes do Palácio, apontando assim a necessidade de medidas emergenciais para sanar os riscos de comprometimento da área. 

Iniciada em maio, a reforma contemplou escoramento interno e externo das paredes da ala residencial, reforço em alvenarias soltas, troca de assoalho e troca dos esteios (estruturas de sustentação) que estavam completamente danificados. As novas peças são de madeira de lei tipo angelim vermelho. Os esteios condenados foram armazenados no acervo do Palácio e farão parte da exposição permanente. 

A contratação da empresa, com informe publicado no Diário Oficial do dia 05 de maio de 2022, foi realizada por meio de um procedimento aquisitivo, seguindo as normas da Lei nº 8.666/93 e Lei nº 17.928/12. O contrato contemplou não só a reforma, mas ainda a emissão de laudos, atestados, projetos de reforço estrutural e de fundação, restauração e troca de assoalhos danificados.

O museu
Sede do Governo de Goiás por mais de 180 anos, o Palácio Conde dos Arcos começou a ser construído em 1751, em estilo barroco, para ser residência do primeiro governador da capitania de Goiás, Dom Marcos de Noronha (conhecido como o Conde dos Arcos). No entanto, com a mudança da capital para Goiânia, em 1937, o prédio passou a abrigar a prefeitura da cidade. Em 1961, no governo de Mauro Borges Teixeira, o local foi transformado em monumento histórico e residência de inverno de governadores.

O Palácio Conde dos Arcos possui mais de 30 cômodos, rico acervo de mobiliário e de peças antigas, e três pátios com jardins, sendo o maior deles, em estilo português. O local funciona hoje como centro de atividades culturais. A transferência da sede do Poder Executivo Estadual é um dos eventos tradicionalmente realizados no palácio, durante as festividades do aniversário do município, que completou 295 anos em julho de 2022. O ato simbólico ocorre desde 1961 e tem duração de três dias.

Preservação do patrimônio
O Palácio Conde dos Arcos é uma das unidades da Secult Goiás que passarão por revitalização completa. O processo licitatório já foi formalizado e a previsão é que as obras tenham início no próximo ano. Também serão restauradas as seguintes unidades da secretaria de Cultura: Centro Cultural Marietta Telles, Museu Ferroviário de Pires do Rio, Museu Zoroastro Artiaga e Teatro Goiânia.

Além disso, por meio do projeto Fé, Religiosidade e Devoção, o Governo de Goiás vai restaurar nove igrejas históricas. A iniciativa teve início na Igreja de Nossa Senhora Aparecida, no povoado de Areias na cidade de Goiás, onde as obras já foram iniciadas. Além desta, outras oito igrejas também serão contempladas: Nosso Senhor do Bonfim (Pirenópolis), Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos (Jaraguá), Igreja de São José (Mossâmedes), Igreja de São João Batista (Arraial de Ferreiro – Goiás), Igreja de Santa Bárbara (Goiás), Igreja Nossa Senhora do Rosário (Luziânia), Igreja Matriz de Santana (cidade de Goiás) e Igreja Nosso Senhor do Bonfim (Silvânia).

 

Fotos: Secult Goiás 

Legenda: Obra emergencial na ala residencial do Palácio Conde dos Arcos contemplou a troca do assoalho e o reforço estrutural e de fundação do aposento

Secretaria de Estado da Cultura (Secult) - Governo de Goiás

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.